terça-feira, 31 de dezembro de 2013

O último do ano

2013 - 2014

Este é o último post do ano. Tinha de o fazer. Uma despedida de um ano amargo que não deixa saudades.
Mas um ano que me ensinou muito do carácter, ou falta dele, do ser humano.
Um ano de decepções, ilusões e sonhos que se tornaram pesadelos.
Ao longo da minha vida deparei-me com muita coisa. Mas coisas que, de alguma forma, esperava. Já este ano foi o inesperado, o imprevisto que tomou conta da minha vida.
É verdade que quando depositamos muita esperança o choque é maior. Quando depositamos muita confiança, o vazio é maior. 
Foi um ano em que também perdi dois grandes amigos: A Gigi e o Luna. Estarão sempre presentes nas minhas recordações.
Este é um ano que, por tudo isso, marcará para sempre o resto dos meus dias.
Mas, "malgré ça", o meu coração continuará a bater pelos mesmos ideais.
Bom ano novo...

Acarinhem quem vos ama, apreciem quem vos ama. Não dura para sempre. E amanhã poderá ser tarde.

Rui


Sem comentários: